Hiënaz fala de apostas e desejos na densa e pesada ‘Olhos de Cobra’

Compartilhe

Single, lançado pela Abraxas Records, é a música mais complexa e pesada composta pela banda de São Paulo

O quarteto paulistano Hiënaz retorna com duas novas músicas que aliam seu stoner rock a outras sonoridades, de violão 12 cordas ao math rock, passeando pelo southern rock ao sludge. O primeiro lançamento é ‘Olhos de Cobra’, a música mais complexa e pesada composta pela banda e já nas plataformas de streaming pelo selo Abraxas Records.

OUÇA AQUI!

‘Olhos de Cobra’ tem uma introdução de violão 12 cordas, mas logo o peso faz o estardalhaço. Apresenta-se com um potente riff a la Zakk Wylde, que reverbera também num breve solo antes mesmo do refrão. O ritmo vai ficando frenético, com vocalizações que aumentam a tensão da música.

O peso extra em ‘Olhos de Cobra’ é um ponto de inflexão no atual momento da Hiënaz, desde o ano passado com a formação fixada com Felipe Dhël (baixo), Julio Cëzar (guitarra e vocal), Pëter Kerr (guitarra) e Tömmy Omarsson (bateria).

O quarteto arremata cada pedaço da composição com harmonias e arranjos intrigantes, sempre totalmente audíveis e perceptivos na produção de Cello Nascimento, no m6 Studio, de São Paulo.

‘Olhos de Cobra’ fala sobre o vício em jogos e apostas, mas é também sobre desejos. E em um jogo de dados, por exemplo, é melhor não cair no 1 e 1 (o fatídico snake’s eyes = olhos de cobra), porque a derrota em uma jogatina jamais é o fim, pelo contrário, é a ansiedade e vontade por mais uma rodada.

Foto: Evandro Feliciano

Siga Hiënaz nas Redes Sociais:
Facebook | Instagram

via Tedesco Mídia

Compartilhe

Comentários

Plano Mainstream

O Plano Mainstream inclui:

• Item 1
• Item 2
• Item 3
• Item 4
• Item 5
• Item 6

Plano Garage

O Plano Garage inclui:

• Item 1
• Item 2
• Item 3
• Item 4
• Item 5
• Item 6